Buscar
  • jonathanmotavieira

PERCEPÇÃO DE LESÕES MUSCUESQUELÉTICAS EM ACADEMIAS DE GINÁTICAS DE SALVADOR

Atualizado: Mai 27


Objetivo:Analisar a percepção de alunos de academias de Salvador com relação à ocorrência de lesões muscuesqueléticas e identificar possíveis fatores associados. Métodos: Estudo observacional realizado em praticantes de exercícios há pelo menos 06 meses em academias de ginástica de Salvador. Para tal, foi elaborado um questionário com 17 questões contendo perguntas sobre identificação pessoais, atividades realizadas, percepção sobre identificações pessoais, atividades realizadas, percepção da lesão e região afetada, além de procedimentos adotados após a lesão. A análise estática foi feita com uso do software SPSS, sendo estabelecido nível de significância de 5%. Resultado: Foram entrevistados 129 indivíduos, com média de idade de 30,5 + - 10,8 anos, destes 54% eram do sexo feminino com a média de tempo de prática das atividades de 61 meses. 76% dos praticantes de ginástica relataram alguma lesão, sendo que 83% destes alunos acreditavam que a lesão estava relacionada ás atividades realizadas nas academias. As regiões corporais mais acometidas foram o joelho (44%), seguido do ombro com 22% e coluna com 12%. Na comparação entre os sexos os homens foram osmais acometidos (p = 0,011). Conclusão:Após observação da alta frequência de lesões em praticantes de academias de ginástica em Salvador, sugere-se a necessidade de acompanhamento profissional e a inserção do fisioterapeuta em academias de ginástica para adoção de medidas preventivas.


19 visualizações